terça-feira, 10 de março de 2015

Mês da Mulher: mulheres que me inspiram

Em março, mais precisamente no dia 8 é comemorado o "dia da mulher". Dia que a gente ganha bombom, florzinha, batom e um "parabéns" bem duvidoso... mas pra mim sempre tem um tom engraçado e vou explicar: esse ano completei 29 anos e desde que me entendo por gente, TODO ANO dá um bug no cérebro quando pessoas desconhecidas me dão parabéns no dia 8, porque dia 7 é o meu aniversário e geralmente fico pensando "mas como é que essa pessoa sabia que ontem foi meu aniversário?". S-E-M-P-R-E dou uma lesada dessas, mas vamos falar de outra coisa nesse post. Sim vou usar esse espaço hoje para falar sobre mulheres que inspiram e que merecem uma homenagem não só nesse mês, mas o ano inteiro (alô, clichê!):

A mulher que escolhi para falar é a minha avó materna: a dona Iromar é uma mulher incrível, exemplo de força e luta. Casou cedo, teve 10 filhos - sofreu a tristeza de um deles ter morrido ainda bebê - e trilhou um caminho longo ao lado do meu avô e de todos esses filhos, por uma condição digna e com esperança de um futuro melhor viajou por todo o Brasil tentando estabelecer a vida e foi aqui em São Paulo que eles ficaram e criaram mais raízes.

Tenho uma família grande, são 8 tios e mais de 30 primos e isso me proporcionou uma infância muito feliz, sempre com muita companhia para brincadeiras, e a minha avó sempre foi a cola que manteve essa galera toda junta, sempre fez questão de ensinar sobre a importância da família e de semear o amor e a união entre nós.
No ano passado a luta dela ganhou mais um capítulo triste e ela ficou viúva. Foi um sofrimento terrível e muito grande pra todos nós, mas pra ela com certeza foi e tem sido muito pior já que ela passou a vida inteira ao lado dele. No geral ela tem segurado as pontas como pode, tem conseguido encontrar alegria e contagiar a gente, como sempre fez a vida inteira e quando ela fica baqueada nós a levantamos e é assim que a vida segue.

Minha avó é um grande referencial pra mim, uma pessoa incrível e muito amada! O que tem de forte e guerreira, tem de frágil e doce. De repente ela te pega pra dançar um forrózinho pela cozinha, e com o dialeto próprio te arranca boas risadas. É uma mulher vaidosa e que sabe que é linda. Faz sempre questão de se vestir bem, usa sempre acessórios bonitos e tem sempre um café gostoso pra oferecer na sua cozinha.

Muito do que sou veio dela e me orgulho muito de tudo dela que encontro em mim e ainda quero poder ser muito mais como ela, ainda quero tantos mais momentos felizes ao seu lado e tantas outras histórias pra contar.

Sou grata pela minha vó ser a mulher que é e por fazer parte da minha vida.

Essa postagem é parte dos temas de março da blogagem coletiva do grupo "Clube de Blogueiras" do Facebook - que serve para interação e troca de informações.

6 comentários:

  1. Linda sua homenagem a sua avó.
    Com certeza sua melhor inspiração é um belo exemplo.
    Beijinhos
    Carlah Ventura - www.intensavida.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Carlah!
      às vezes a gente sente tanta admiração por pessoas aleatórias e esquecemos das heroínas que temos em casa e tão próximas a nós né?
      Beijo!

      Excluir
  2. Oi Cacau, fazia tempo que eu não passava por aqui... Essas histórias de avós me emocionam, tenho uma avó incrível também!!

    Passa lá no blog porque te indiquei pra uma TAG!

    Beijos,
    Grazy
    www.parolar.blog.br

    ResponderExcluir
  3. Ahhhh Mila que lindo!!! Ela é tudo isso mesmo, assino embaixo!! Somos muito privilegiados por termos uma vozinha tão especial!! Parabéns pela homenagem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Somos mesmo Gá, um beijo minha querida!
      Te amo muito!

      Excluir